sábado, 30 de maio de 2009

Viajar é preciso...

Sempre gostei de viajar, a pé, a cavalo, de bicicleta, ônibus, automóvel, tanto faz. Mas a viagem mais bonita que fiz foi certamente em um barco, por via fluvial, através do velho rio Paraná, na parte que divide São Paulo, Mato Grosso e Paraná. Já faz muito tempo o rio era menos domado, ainda havia muitas enchentes nas margens do grande rio. Saímos de Porto Epitácio, numa bela manhã acordamos com um sol deslumbrante, batendo na nossa cara, viajamos numa chata, no sentido rio abaixo, era só céu, água, vegetação e muitos peixes em abundância, principalmente os pacus. Lembro-me que fazia parte de um projeto denominado Projeto Rondon, como o grande sertanista, queríamos integrar o sertão à vida civilizada: prestamos assistência Médica – Odontológica a população ribeirinha, tivemos oportunidade de ver como o caboclo daquelas localidades vivia. Muito pobre os coitados, lavouras de subsistência a beira do rio: milho, feijão, banana, e a pesca claro também devia ser uma atividade importante. O saneamento básico muito precário, ou então inexistente, lembrando que estávamos em final da década de 60 e início de 70. Mas qualquer coisa que fizéssemos pelo caboclo no sentido de minorar seus males e sua pobreza era muito bem recebida. Assim como fomos bem recebidos em todas as localidades que estivemos, lembrando que éramos estudantes com algum conhecimento e não profissionais da área. Viajamos assim mais de mil kilometros de rio, passamos por muitas cidades e localidades: Pontal do Parapanema, Rosana, Guaira, Salto Del Guairá no Paraguai, onde se deu o final da viagem. Não contente em viajar tanto por rio fomos até Foz de a Iguaçu ver também as cataratas famosas que dividem Brasil e Argentina, as cataratas do Iguaçu, que fica na cidade de Foz do Iguaçu. Conheci pela ultima vez as Sete Quedas do Guaira, pouco antes da mesma sumir tragadas pelo lago de Itaipu. Conheci um Brasil diferente que acredito praticamente não existe mais, mais selvagem, mais bruto, porém não menos bonito. Com um povo forte, varonil e bastante hospitaleiro. Mas muito pobre, sem recursos, ainda com muito pouco progresso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luiz Antonio de Almeida itens compartilhados

Ocorreu um erro neste gadget
Loading...

Sobre eu e meu blog

Gosto de escrever, não o escrever por escrever, mas até uma necessidade intrínseca de me expressar, de transmitir algo, um pensamento, com ist0 eu possa despertar algo de bom em meus amigos. Muitas vezes mesmo é meu desejo de comunicação, já como disse uma amiga, sou tímido, então a comunicação verbal direta estaria dificultada, então a comunicação via internet mil vezes potencializada. Diga o que disserem, mas o computador aproximou as pessoas, que muitas vezes estavam distantes, e tinham poucas possiblidades de comunicação. E os "bloguistas" podem então dar asas a sua imaginação e exercitar as suas potencialidades, que terão mais ou menos leitores de acordo com suas possibilidades e capacidades. O meu blog é geral, pois trato de qualquer assunto, moderno, contemporâneo, assuntos atuais, problemas brasileiros e outros tantos.

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Franca, SP, Brazil
Um tanto solitário, introvertido, gosto de viajar,caminhadas e leituras