terça-feira, 29 de setembro de 2009

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

O Aphophis vem aí

Vocês sabiam que o asteróide Aphophis, significa o destruidor e pode atingir a terra em 2036, segundo cálculos dos astrofísicos da NASA, há uma probabilidade de 1 para 45000 que isto aconteça, probabilidade esta, aliás, bem pequena. Mas suficiente para levantar preocupações de uma colisão, que liberaria segundo cálculos estimados, energia equivalente à explosão de 114.000 bombas atômicas. Catástrofe semelhante aconteceu há 65 milhões de anos atrás e levou a extinção dos dinossauros. Os cientistas pedem verbas para a construção de supertelescópios que rastreariam corpos menores, não visíveis por telescópios comuns. Parece que 90%, noventa por cento dos corpos maiores de 1 km estão rastreados. Mas o problema maior são os asteróides pequenos que giram pelo espaço sideral e não são detectados. O próprio asteróide Aphophis tem 170m de diâmetro, daí se conclui que é de difícil detecção, a não ser que esteja próximo da terra, mas daí pode ser fatal, já que a velocidade de colisão é assombrosa: 20 km/s, ou seja, ou seja, 72.000 km/h, um verdadeiro projétil, que pode destruir um continente do tamanho da África. A ameaça ainda está distante, mas será que tal ameaça será levada a sério? Se for verificada que a ameaça é real, acho que algo deve ser tentado e feito. Uma das tentativas é tentar desviar o bólido com uma explosão nuclear, diga-se de passagem, tentativa bem arriscada. Mas temos que enfrentar ameaças maiores ainda, ou seja, o efeito estufa que está aí, é real, e ameaça nossa existência. O Clima ficou doido, faz-se calor no inverno e frio no verão, fazendo no dia as quatro estações do ano. Será que isto também não é uma estratégia para desviar o foco do problema principal que nos ameaça no dia a dia, que é o efeito estufa?. Com a farra do pré sal, fala-se em abandonar o programa do álcool e os carros iriam consumir óleo diesel, ora sabemos que o nosso diesel é de péssima qualidade, 10 vezes mais poluente que o Europeu, vão encher nossos pulmões de fuligem, quiçá morreremos muito antes desse asteróide com probabilidade de atingir a terra..

sábado, 19 de setembro de 2009

Um pouco de Ecologia

A ecologia me preocupa, assim como preocupa todos nós, como deixaremos o planeta aos nossos descendentes?Qual é a poluição ou a degradação ambiental que mais nos ameaça e ameaça a vida como um todo? Ainda há remédio para os problemas ambientais? Qual o setor da natureza que uma vez degradado fornece mais riscos?: Qual o sistema de mais fácil correção? Enfim há infinitas interrogações e escassas respostas. Atitudes práticas ainda muito poucas. Na década de 80 notou-se que a camada de ozônio da atmosfera estava muito escassa na região que corresponde ao nosso pólo austral, ou seja o pólo sul, foram deslocados cientistas para a região que após muito trabalho e medidas exaustivas, chegou-se a conclusão de que havia enorme buraco em nossa capa protetora atmosférica ou seja a camada de OZONIO. Explicando melhor: nas camadas superiores da atmosfera também chamada ionosfera existe grande quantidade de OZONIO ou seja o oxigênio terciário de três átomos que forma uma capa que protege contra os raios UV ou seja ultravioletas que são letais para os seres vivos e plantas uma vez que passassem a atmosfera superior e nos atingisse. Acontece que naquela época principalmente nos paises desenvolvidos desenvolvia-se grande quantidade de um gás clorado chamado CFC, que era um gás usado largamente em refrigeradores da época, assim como em todo tipo de aerossóis que com suas moléculas mais leve que o ar subia para a alta atmosfera e reagiam com o nosso OZONIO protetor destruindo nosso escudo de proteção. Assim os raios UV podiam nos atingir livremente, ocasionando segundo os especialistas milhões de casos de câncer de pele, por exemplo. Os governos se reuniram no Canadá e resolveram levar em consideração a advertência dos cientistas, pela primeira vez as nossas autoridades entraram em perfeito acordo e eliminaram tão malfadado gás de suas indústrias substituindo-o por outro gás mais inócuo, em suas matrizes industriais. Pasmem vocês e o eliminaram de suas indústrias totalmente, agora estão ajudando os paises em desenvolvimento também a fazê-lo, livrando a atmosfera de perigo tão letal.. Ora se isto foi feito com a atmosfera, pelo menos no que se refere aos danos atmosféricos causados pelos Clorofluorocarbonos, CFC,
Também poderemos fazê-lo, por exemplo, para despoluir a água, o solo, combatermos o efeito estufa. Basta ter vontade política e ouvir a ciência. Procurar usar o que Deus nos deu que é a inteligência, combater os preconceitos que tanto nos infelicitam. E sermos principalmente modestos e humildes frente aos mistérios que nos cercam. E fazer como BETANIA, viver sem ter a vergonha de ser feliz. Proclamar a beleza da vida e render glórias ao Criador.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Viagem

Nestes dias fui viajar, tinha que cuidar de negócios, mas também aproveitei para esfriar a cabeça, que “ninguém é de ferro”, como dizem. É interessante notar que os tempos mudaram muito, há muito mais gente no mundo e a competição pela vida tornou-se muito acirrada a educação, a civilidade se tornou coisa rara, embora existam. As pessoas se tornaram mais frias e ríspidas, às vezes até um pouco mal educadas. Nada se compara aos tempos idos em que os compadres ao se encontrarem tiravam o chapéu ao se cumprimentarem. Em tempos mais antigos ainda, os homens se descobriam as suas belas palhetas à passagem das damas. Mas como disse os tempos eram outros, a vida passava mais devagar, no ritmo das estações. Havia mais tranqüilidade, mais calma, corria-se menos, por outro também se cansava menos. O estresse era menor e acredito que a competição pela vida era bem menor. Apesar do ritmo frenético da vida moderna, precisamos urgentemente parar para pensar, refletir, olhar o sol e a chuva, as estrelas. Prestar atenção ao barulho de uma cachoeira, ao silêncio do mato, o cantar dos passarinhos. Estes também são alimentos espirituais tão necessários quanto à comida que comemos ou ao sono que dormimos. Recarregam nossas baterias emocionais para novos embates, dentro do torvelinho em que vivemos.

Luiz Antonio de Almeida itens compartilhados

Ocorreu um erro neste gadget
Loading...

Sobre eu e meu blog

Gosto de escrever, não o escrever por escrever, mas até uma necessidade intrínseca de me expressar, de transmitir algo, um pensamento, com ist0 eu possa despertar algo de bom em meus amigos. Muitas vezes mesmo é meu desejo de comunicação, já como disse uma amiga, sou tímido, então a comunicação verbal direta estaria dificultada, então a comunicação via internet mil vezes potencializada. Diga o que disserem, mas o computador aproximou as pessoas, que muitas vezes estavam distantes, e tinham poucas possiblidades de comunicação. E os "bloguistas" podem então dar asas a sua imaginação e exercitar as suas potencialidades, que terão mais ou menos leitores de acordo com suas possibilidades e capacidades. O meu blog é geral, pois trato de qualquer assunto, moderno, contemporâneo, assuntos atuais, problemas brasileiros e outros tantos.

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Franca, SP, Brazil
Um tanto solitário, introvertido, gosto de viajar,caminhadas e leituras