sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Para onde caminha a humanidade? Ninguém sabe responder satisfatóriamente a esta questão. A religião já não garante mais o céu, diga-se de passagem poucos acreditam nele. Algumas já prometem a felicidade aqui mesmo na terra, prometendo riquezas, prosperidade e felicidade enfim. A ciência que devia ser imparcial e racional algumas vezes assusta, quando acena com possibliddade de apocalypses, queda de asteróides, encontro com cometas num universo cada vez mais perigoso. As ciências humanas tampouco nos salva com Malthus prevendo que com o aumento da população poderá faltar alimentos, que crescem em progressão aritmética ao passo que a população aumenta geometricamente ou seja muito mais. Darwin explicou a evolução com a sobrevivência dos mais aptos, mas extrapolaram a teoria para o social com o Darwinismo social cada vez mais acirrado, como se fosse na selva, com um ser humano a devorar praticamente o outro num nível de violência nunca vistos. Em que fracos e oprimidos praticamente não tem mais oportunidades de vida. Com a crise do capitalismo, "clack" das bolsas de valores, jogou-se cerca de um bilhão de pessoas na pobreza absoluta, não chegando a renda de um dólar por dia. Para agravar mais tal quadro, as nações desenvolvidas querem viver na opulência com um nível de consumo imcompatível com a própria capacidade da terra de gerar recursos, exaurindo-se as florestas e os demais recursos naturais, desembocando num catastrófico efeito estufa que a ameaça a sobrevivência da própria humanidade. Mas há esperança? Sim há. Não faz tempo que o fantasma do cogumelo atômico assombrava a humanidade, mas este foi afastado. Agora os já citados perigos ameaçam a humanidade. É preciso muito desprendimento e vontade política, a África está ameaçada pela guerra e pobreza, além de secas colossais e doenças endêmicas. É necessária além de vontade política, muita renúncia de supérfluos bens materiais, abrir mão de individualismos, ênfase ao transporte público de massas, mais colaboração entre nações, diminuição da corrupção e principalmente controle dos gases de efeito estufa. Porque senão podemos desembarcar no famoso Armagedeon, a batalha do juízo final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luiz Antonio de Almeida itens compartilhados

Ocorreu um erro neste gadget
Loading...

Sobre eu e meu blog

Gosto de escrever, não o escrever por escrever, mas até uma necessidade intrínseca de me expressar, de transmitir algo, um pensamento, com ist0 eu possa despertar algo de bom em meus amigos. Muitas vezes mesmo é meu desejo de comunicação, já como disse uma amiga, sou tímido, então a comunicação verbal direta estaria dificultada, então a comunicação via internet mil vezes potencializada. Diga o que disserem, mas o computador aproximou as pessoas, que muitas vezes estavam distantes, e tinham poucas possiblidades de comunicação. E os "bloguistas" podem então dar asas a sua imaginação e exercitar as suas potencialidades, que terão mais ou menos leitores de acordo com suas possibilidades e capacidades. O meu blog é geral, pois trato de qualquer assunto, moderno, contemporâneo, assuntos atuais, problemas brasileiros e outros tantos.

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Franca, SP, Brazil
Um tanto solitário, introvertido, gosto de viajar,caminhadas e leituras